ATIVIDADE FÍSICA PARA GRUPOS DE RISCO

ATIVIDADE FÍSICA PARA GRUPOS DE RISCO

Luana Pereira de Oliveira
Educação Física
CREF 024356-G/PR

Sabemos que muitos indivíduos precisam de cuidados especiais ao praticar atividade física, neste momento vou falar de quatro grupos de risco. Espero que essas dicas e informações ajudem a você que se enquadra nesses grupos a se exercitar de forma saudável e segura:

IDOSOS | GESTANTES | HIPERTENSOS | OBESOS

IDOSOS

A terceira idade pode ser bem melhor do que imaginamos, basta assumirmos nossa condição e encaram essa fase de peito aberto, sabendo que podemos fazer tudo o que fazíamos antes, de acordo com nossa idade e limites. Muitos idosos ficam receosos quando o assunto é atividade física, mas o que muitos não sabem é que a prática de atividade física pode trazer inúmeros benefícios. Conheça alguns benefícios dos exercícios:

• Melhora o metabolismo e a composição corporal

• Eleva a autoestima e melhora a autoimagem

• Diminui o risco de quedas e acidentes

• Aumenta a possibilidade de novas amizades e de relações sociais

• Melhora o controle da ansiedade e depressão

• Manutenção da longevidade e capacidade mental

GESTANTES

A gravidez é uma fase maravilhosa da vida de toda mulher. Desde a confirmação da gravidez até o nascimento da criança, o corpo e a mente da mãe passam por mudanças significativas. Considerando uma gravidez normal a mulher pode e deve praticar algum tipo de atividade física, pois a mesma traz uma série de benefícios a mulher e ao bebê.

Veja algumas recomendações que devem ser seguidas no período gestacional:

• Grávidas ativas devem permanecer na mesma atividade diminuindo a intensidade e volume

• Em mulheres grávidas sedentárias, o programa de exercício deve ter início a partir do 2º trimestre uma vez que existe a possibilidade de ocorrência de hipertermia materna

• Evitar treinos em frequência cardíaca acima de 140 bpm

• Evitar as contrações isométricas máximas e manobra de valsava (prender excessivamente a respiração durante a execução da atividade)

• Não realizar exercícios na posição supina (deitada sobre a barriga)

• Hidratar-se bem, usar roupas adequadas e não realizar exercícios em ambientes quentes e piscinas muito aquecidas

• Interromper imediatamente a prática esportiva se surgirem sintomas como dor abdominal, cólicas, sangramento vaginal, tontura, náusea ou vômito, palpitações e distúrbios visuais

Alguns benefícios dos exercícios físicos:

• Maior consumo energético da mãe (controlando o peso)

• Melhora da autoestima, o humor e maior recuperação da forma física pós-exercício (em torno de 50% dos casos)

• Reduz certos desconfortos da gravidez e necessidade de medicamentos

• Mulheres que se exercitam na gravidez mostram-se mais equilibradas emocionalmente durante o momento do parto

• O exercício fortalece e torna o útero mais elástico, reduz o tempo de expulsão no parto e ameniza as dores

HIPERTENSOS

Inicialmente o paciente hipertenso deve reavaliar seus hábitos alimentares, seu estilo de vida, abandonando o fumo, reduzindo o consumo de alimentos calóricos e principalmente a diminuição da quantidade de sal utilizada diariamente em suas refeições. Como papel principal desta nova vida o abandono do sedentarismo é o grande auxiliar para a redução da pressão arterial.

Todo hipertenso deve praticar atividade física, mas sempre com acompanhamento de um educador físico, pois devido ao desenvolvimento de algumas patologias existem exercícios que são restritos para certos pacientes.

Estudos comprovam que os exercícios aeróbios como, caminhada, corrida, ciclismo, natação, dança, ginástica aeróbia e hidroginástica, podem reduzir a pressão arterial. Já o treinamento de força deve ser trabalhado como auxiliar do treinamento aeróbio, sempre com restrições, principalmente quanto à intensidade e duração dos exercícios.

OBESIDADE

A obesidade é considerada hoje em dia uma doença crônica, que provoca ou acelera o desenvolvimento de muitas doenças e pode causar a morte precoce, portanto, deve ser tratada. Geralmente é definida como a condição de pesar 20% ou mais acima do seu peso ideal.

O tratamento básico da obesidade apoia-se na modificação do comportamento alimentar e na prática de atividades físicas.

Mas é sempre bom lembrar que os efeitos benéficos da atividade física acontecem somente para quem se exercita com certa regularidade. Por isso, é importantíssimo realizar atividades físicas pelo menos três vezes na semana.

Sabendo-se do alto número de pessoas obesas numa sociedade, é imprescindível um maior estímulo para a prática de atividades físicas. Esta atividade deve então ser individualizada e respeitar as características físicas e clínicas de cada um, considerando suas individualidades.

O objetivo é eliminar peso. Os exercícios físicos associados à alimentação adequada devem tornar-se permanentes neste programa de redução de peso e estilo de vida saudável.

Como principais benefícios da prática da atividade física:

• Redução do apetite e diminuição do peso

• Queima de calorias

• Prevenção de doenças como a diabetes, hipertensão e colesterol

• Redução do estresse e da depressão

• Melhora da aparência e da autoestima

• Melhora das funções cardíacas e pulmonares

• Manutenção da tonificação dos músculos