O USO DO laser vaginal

O USO DO laser vaginal

Cristhianni Costa
Ginecologia e Obstetrícia
CRM/SC 20453

Mundialmente já existem estudos que correlacionam à imagem genital com a vida sexual da população feminina. A Organização Mundial de Saúde (OMS) admite que a saúde sexual também constitui a saúde do indivíduo de forma integral, influindo na qualidade de vida. As características anatômicas e funcionais da genitália feminina podem interferir no comportamento da mulher, independentemente da sua idade e nível sociocultural. As paredes vaginais (e seu pregueamento) e o intróito alteram-se por predisposição genética, idade, número de filhos, padrão hormonal, cirurgias ou radio e quimioterapia.

A atrofia vulvo-vaginal é uma condição progressiva e crônica que se manifesta como involução das mucosas e pele da genitália devido à diminuição dos níveis de estrogênio. O uso do laser com papel terapêutico ganhou interesse como um tratamento não hormonal para essa queixa. O laser aumenta a espessura do epitélio, estimula os fibroblastos e aumenta a produção de colágeno, fibras elásticas e outros componentes da matriz celular, induzindo o remodelamento do tecido conjuntivo; melhora a irrigação vascular da vagina e aliviam os sintomas de secura, dor durante as relações sexuais e incontinência urinária. Pode também ser usado para tratamento estético da genitália (popularizado com a denominação de rejuvenescimento vaginal). O procedimento, em geral, faz-se em 3 sessões e costuma ser indolor ou com um discreto desconforto. Se você apresenta esses sintomas, converse com seu médico. Consulte um ginecologista regularmente.


Clínica da Face

Dra. Cristhianni C. Costa | Ginecologia E Obstetrícia

CRM/SC 20453 | RQE 11700

São Miguel do Oeste/SC   49 3622.8847