Incontinência urinária na mulher

Incontinência urinária na mulher

Danuza Bittencourt Gonçalves Pietrowski
Ginecologia e Obstetrícia
CRM/PR 17547 RQE 11490 RQE 11491

A Incontinência Urinária acomete cerca de 40% das pessoas em todas as idades, sendo mais comum em mulheres mais velhas. É duas vezes mais comum em mulheres do que em homens. Existem vários tipos e graus de Incontinência Urinária.

Dentre os tipos mais comuns estão:

Incontinência Urinária de Esforço: É a perda involuntária de urina que ocorre devido a um esforço qualquer como tosse, espirro, risada ou exercício. A causa geralmente está relacionada à fraqueza dos músculos do assoalho pélvico, que sustentam a bexiga, ou a uma lesão do esfíncter uretral.

Incontinência Urinária de Urgência ou Bexiga Hiperativa: É a perda espontânea de urina após uma vontade súbita de urinar, sem dar tempo de chegar ao banheiro.  A causa pode ser uma infecção ou lesão dos nervos que controlam a bexiga.

Incontinência Urinária Mista: É uma combinação das duas descritas acima.

Outras causas podem ser a gestação, trauma de parto, fator emocional e até mesmo a menopausa.

Depois de diagnosticado o tipo e a causa de incontinência, definem-se os tratamentos, que podem ser um desses abaixo ou a associação deles:

• Técnicas comportamentais

• Medicamentos

• Ginástica íntima

• Fisioterapia

• Técnicas cirúrgicas

• Creme vaginal de estrogênio

• E mais recentemente, o LASER ÍNTIMO, que melhora a Incontinência Urinária leve, principalmente em mulheres na menopausa.

Independente do tipo, essa patologia, se não tratada, causa um impacto na vida da mulher, tanto no campo social como emocional, afetando a autoestima, podendo até levar a uma depressão. Por isso, diante de uma Incontinência Urinária, por mais leve que seja, não espere que os sintomas piorem. Consulte um médico Ginecologista ou Urologista.



Clínica Saúde Feminina

Dra. Danuza Pietrowski | Ginecologia e Obstetrícia | Ginecologia Estética

CRM/PR 17547 | RQE 11490

Francisco Beltrão/PR 46 3523.6284