Você sente tontura?

Você sente tontura?

Fonoaudiologia
Tamara Lima da Silva
Fonoaudiologia
CREFa7-10086

Competindo com “dor de cabeça” e “dor nas costas”, a tontura é queixa muito comum em consultórios médicos e acomete normalmente mais mulheres que homens.

A tontura pode ser definida como uma alteração no equilíbrio do corpo onde provoca instabilidade e a sensação de que pode ocorrer uma queda a qualquer momento. Ela pode ser classificada como rotatória (nesse caso, também pode ser chamada de vertigem) ou não rotatória.

Normalmente a tontura é um sintoma e pode estar relacionada a diversas patologias como, por exemplo: alterações metabólicas, cardiopatias, disfunções hormonais, ototoxicose, hipotensão (pressão arterial abaixo do normal) e com a hipoglicemia, desencadeada por períodos longos de jejum, doença de Menière, disfunções de coluna cervical, entre outros. Além disso, pode estar relacionado com problemas no sistema vestibular, um conjunto de órgãos localizados no ouvido interno que é responsável pelo equilíbrio.

A vertigem é um tipo de tontura que se caracteriza pela ilusão de que o ambiente está se movendo ao seu redor. Esse tipo de desequilíbrio é mais intenso que a tontura simples e pode vir acompanhado de sintomas como suor, náuseas e vômitos.

 

Sintomas de alterações no labirinto:

• Tontura

• Náuseas e vômito

• Sudorese

• Alterações gastrointestinais

• Perda de audição

• Desequilíbrio com ou sem quedas

• Zumbidos no ouvido

• Audição diminuída


Atenção:

• Ao deitar, você sente que o teto gira?

• Quando está em pé e faz movimentos rápidos com a cabeça, sente tonturas, náuseas, vômitos e/ou dores de cabeça?

• Perda de equilíbrio ao caminhar?

• Perda de visão passageira? Visão borrada?

• Sensação de “ouvido tapado”? Zumbido?

• Perda auditiva?

• Dores de cabeça e enxaquecas, sem causas aparentes?

Se você sente algum desses sintomas citados, procure seu médico otorrinolaringologista para uma avaliação.

Exame para o diagnóstico:

Através do exame de eletronistagmografia é possível estabelecer um diagnóstico das doenças que afetam o labirinto. O exame é indolor e são utilizados eletrodos de superfície no rosto do paciente, conectados a um software de computador específico, que analisará os sinais originados de movimentos oculares involuntários, denominados nistagmos. O paciente é submetido a testes oculomotores e prova calórica (com ar ou água), estimulando os labirintos separadamente. 

A vertigem / tontura frequentemente acarreta:

• Dificuldade de concentração mental;

• Perda de memória;

• Fadiga;

• Irritabilidade;

• Perda de autoconfiança;

• Medo de sair sozinho;

• Medo de uma doença séria e incurável;

• Ansiedade, depressão ou pânico;

• Incapacidade para desempenho de atividades profissionais, sociais e domésticas.

Tratamento:

Por ter diversas causas, o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o procedimento mais indicado, podendo ser através de medicamentos, manobras posicionais ou reabilitação vestibular.

 

Tamara Lima da Silva

Fonoaudióloga CREFa 7-10086

Audizione  Neuroaudiologia

 Rua Coronel Flores, 510 – Sala 65 – 6° andar – B. São Pelegrino – Caxias do Sul/RS

(54) 3221.1315

Clínica Jeito de Ser

Rua Três de Outubro, 51 - Cidade Alta - Bento Gonçalves/RS

(54) 3454.4092